domingo, 17 de agosto de 2008

Voltando pra casa...

Tem uma música do Lulu Santos que tem esse refrão - "Eu tô voltando pra casaaaa".

Pois essa frase que pode resumir o que foi a vitória do Figueirense sobre a Portuguesa no Orlando Scarpelli, na abertura do returno do Brasileirão.

Mais do que ver como o time iria se portar em campo, mais do que erros e acertos desse ou daquele jogador, mais do que as decisões do técnico PC Gusmão...o que importava era vencer, voltar a vencer no Orlando Scarpelli, voltar a mandar dentro de casa.

Teve susto, mas teve vitória. O que foi um alívio.

O time da Portuguesa não é fraco, como se pudesse imaginar pela campanha do primeiro turno. É um time que hoje tem muita velocidade e habilidade na frente, no ataque com Fellype Gabriel e Jonas. Mas tem alguma fragilidade atrás, na proteção à defesa.

Já o Figueirense entrou em campo bem composto. Os TRÊS volantes estavam bem dispostos, posicionados, em campo. Diogo, Leandro Carvalho e Magal jogaram muito bem. Magal foi eleito o melhor do jogo pela equipe da CBN Diário. No ataque Ricardinho ainda tem que achar Rafael Coelho. O Manézinho do Figueirense se mexe tanto que confunde o próprio parceiro.

Mas o principal defeito do Figueirense foi o lado esquerdo, que não marcou bem, nem apoiou bem. William Mateus não esteve bem na partida. A portuguesa chegou muito por ali e incomodou bastante.

Outra coisa que faz preocupar são os erros de passes na saída de bola. Foi assim que quase o Figueirense deixou escapar a vitória. Bom que teve força pra reagir logo e ir atrás do resultado.

Agora é manter-se dono do Orlando Scarpelli. É fundamental vencer em casa...sempre! Chega de festas adversárias no estádio que é a casa e tem que ser a casa do Figueirense, com muita força, futebol e imposição.

Abraços

2 comentários:

NEWTON JUNIOR disse...

Acho que as modificações do PC em um elenco homogêneo e com apenas 02destaques (Wilson e Cleiton)está de certa forma motivando os jogadores a lutar pelas posições com muita vontade. É visível a disposição de quem está no banco para mostrar serviço e voltar a ser titular.
Penso que nessa briga por posição, se o PC souber administrar as escolhas, o time pode se beneficiar até o final desse campeonato equilibrado, em que força de vontade faz a diferença!

ricardo disse...

concordo com o Newton. o jogo valeu mesmo (além dos 3 pontos) pra trazer devolta ao grupo o Wellinton Amorin. que venha o próximo!